Resíduos recicláveis e não recicláveis: saiba quais são e qual o melhor destino

coleta-seletiva-1024x730No dia a dia utilizamos diversos materiais que são descartados com a mesma rapidez que os usamos. São tantos produtos que passam por nossas mãos que nem sempre sabemos qual o melhor destino para eles. No meio de tanto resíduo, há os que podem ser reciclados e outros que não há muitas opções. Saiba quais são e como descartá-los corretamente.

Materiais recicláveis: São aqueles que após passar por uma transformação física ou química ainda podem ser reutilizados, seja da forma original ou como matéria-prima para outros produtos para finalidades diversas. Para fazer a reciclagem, é preciso fazer uma seleção do lixo, separando papéis, plásticos, vidro, metal, orgânicos e não recicláveis. Após essa etapa, é importante lavar os materiais antes de descartá-los. Dessa forma, os resíduos poderão ser encaminhados para a coleta seletiva municipal, onde uma nova triagem será feita, para então iniciar o processo de reciclagem.

Papéis – aparas de papel, jornais, revistas, caixas, papelão, papel de fax, folhas de caderno, cartolinas, cartões, rascunhos escritos, envelopes, fotocópias, folhetos, impressos em geral. Para fazer o descarte, os papéis devem estar secos, limpos e, se possível, não amassados.

Plásticos – copos, garrafas, tampas, potes de alimentos (margarina), embalagens de produtos de limpeza, frascos, canos e tubos de PVC, sacos e sacolas, baldes, peças de brinquedos. As embalagens Tetra Pak podem ser separadas com o plástico. Na hora do descarte, as embalagens devem estar limpas sem resíduos para evitar animais transmissores de doenças próximo ao local de armazenamento.

Metal – latas, tampinhas de garrafas, embalagem de enlatados, canos, ferragens, panelas sem cabo, arames. Quando forem descartados, esses materiais também devem estar limpos e amassados, para diminuir o volume.

Vidro – potes de conservas, copos, cacos, garrafas, tampas, embalagens. Os materiais devem estar limpos para serem encaminhados à reciclagem. Se quebrados, devem ser embalados em jornal.

Orgânico – restos de comida, cascas de frutas, casca de ovo, sacos de chá, borra de café, folhas, flores, aparas de madeira, cinzas. Normalmente, o lixo orgânico é enviado junto com o não reciclável, indo para aterros sanitários. Mas um destino mais sustentável para esses resíduos é a compostagem. (link blog)

Materiais não recicláveis: São aqueles que não podem ser reaproveitados após transformações físicas ou químicas. A presença desses materiais no processo de reciclagem pode prejudicar a qualidade do produto reciclado ou até quebrar os equipamentos que processam o material.

Papéis – adesivos, etiquetas, fita crepe, papel carbono, fotografias, papel toalha, papel higiênico, papéis e guardanapos engordurados, papéis metalizados, parafinados ou plastificados.

Plásticos – cabos de panela, isopor, tomadas, espuma, embalagem metalizada (salgadinhos).

Metal – clipes, grampos, esponjas de aço, latas de tintas, verniz, solventes, inseticidas e aerossol, pilhas.

Vidro – espelhos, temperados planos, louças, cerâmicas, porcelanas, louças.

Apesar da maioria desses resíduos terem como destino o lixo comum, muitos podem ser encaminhados para ONGs ou postos de coleta específicos, como é o caso das pilhas e baterias, lâmpadas fluorescentes, que possuem metais e vidros que podem ser reciclados após a descontaminação, equipamentos eletrônicos e latas de tintas, verniz e solventes, que contém substâncias tóxicas e não devem ser destinadas ao aterro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s