Dia Mundial da Água incentiva o consumo consciente

 Temática desse ano irá debater sobre os impactos econômicos que a escassez do recurso acarreta à sociedade

Definido pela Organização das Nações Unidas (ONU), o tema do Dia Mundial da Água desse ano, comemorado em 22 de março, será Água e Empregos: Investir em Água É Investir em Empregos. Os temas dos próximos dois anos também já foram definidos. Em 2017 será água Residual e em 2018 o tema será Soluções Naturais para a Água. O objetivo é criar um debate em torno desses assuntos, para conscientizar a população sobre a importância de preservar esse recurso.

A data foi criada na Conferência da ONU sobre meio ambiente e desenvolvimento, realizada em 1992, no Rio de Janeiro, e desde 1993 é celebrada mundialmente para incentivar o uso sustentável dos recursos hídricos no planeta. Segundo relatório divulgado pela Organização das Nações Unidas para a Educação (Unesco) no ano passado, o consumo de água cresceu duas vezes mais que a população nas últimas décadas. Mantendo esse ritmo, em 2030 o mundo enfrentará um déficit de 40% no abastecimento.

Em 2013, o consumo de água no Brasil por habitante foi de 166,3 litros por dia. A recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) é que se utilize 110 litros/dia para uma pessoa. Por outro lado, as perdas na distribuição diminuíram dos 41,6% de 2009 para 37% em 2013. Além disso, 94% da população do país tem acesso à água potável. De qualquer forma, o Brasil ainda está longe de ser um modelo quando comparado a países como Japão e Alemanha, onde o desperdício por vazamentos são de apenas 3% e 7%, respectivamente.

Conscientização

Sancionada em dezembro do ano passado, a Lei nº 13.233, que torna obrigatória a veiculação da mensagem “Água: pode faltar. Não desperdice” em embalagens e rótulos de produtos de limpeza que consomem água para sua utilização terá prazo de 365 dias para a adaptação dos fornecedores. No Congresso Nacional desde 2005, a lei será regulamentada para garantir que a mensagem esteja em destaque e em local visível nos produtos. O descumprimento da medida acarretará em multa, apreensão e inutilização. A empresa ainda poderá ter a fabricação suspensa e até cassação do registro de produção. O objetivo é conscientizar sobre a crise hídrica e incentivar o consumo moderado da água.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s